Curtas

Miss√£o espinhosa

O secretário de Articulação Política do futuro governo, Márcio Jerry, é quem está tendo a missão de conversar e abrir canal de diálogo direto com a classe política e lideranças comunitárias, sem a necessidade de intermediários.

Pelos cálculos de quem acompanha o dia a dia do secretário, mais de mil representantes de 188 cidades foram recebidos pela equipe responsável pela transição política.( Fonte: John Cutrim)

Nova Força

A boa vota√ß√£o de Z√© Eider para Deputado Estadual o credencia para qualquer disputa eleitoral futura. No entanto, o ex-Deputado observa que para futuras elei√ß√Ķes novos nomes poder√£o concorrer com grandes chances. A ideia √© a mesma de Reinaldo Sousa, outro que saiu fortalecido com a grande vota√ß√£o de Pedro Fernandes em Colinas. Aliado a isso, h√° o sentimento dos vereadores que apoiaram Fl√°vio Dino em renovar a politica local. Regia, Antonio do Sindicato, Bima, Ana do Bin√©, Valterly e Carlinhos Moreira pregam renova√ß√£o. ¬†Al√©m destes, o Vereador Osvaldinho e o ex-Prefeito Everton comungam da mesma ideia.

Obsess√£o pelo Macieira

N√£o se fala em outra coisa em Colinas, sen√£o a propagada ocupa√ß√£o de cargos estaduais. A “menina dos olhos” √© o Hospital estadual Carlos Macieira, o que de certa forma leva a indaga√ß√Ķes do porqu√™ de tanta obsess√£o de alguns em ocupar a Dire√ß√£o do Hospital. Para todos os cargos o Governador t√™m definido perfis t√©cnicos e quando poss√≠vel conjugado com o fator politico, mas sem deixar que qualquer √≥rg√£o vire cabide politico eleitoral de qualquer lideran√ßa. Para o Macieira n√£o ser√° diferente.

Di√°logos por Colinas

Um grupo de lideran√ßas colinenses se articulam para iniciar a partir de Janeiro o projeto Di√°logos por Colinas, vers√£o municipal do projeto Di√°logos pelo Maranh√£o que foi capitaneado pelo Governador eleito Fl√°vio Dino. O objetivo √© o discutir com a comunidade sobre os problemas locais e buscar alternativas. ” Nosso principal compromisso √© com a formula√ß√£o de um programa de governo claro, objetivo, participativo, √©tico e cientificamente fundamentado para mudar Colinas” disse o Professor da UFMA e um dos organizadores do movimento, Dr. Jarbas Lima.

Articulação política de Flávio Dino quer fortalecer diálogo com municípios

marcio jerryArticulação política de Flávio Dino quer dialogar com todos os municípios maranhenses até o final do ano.

Um dos objetivos¬†da Secretaria de Articula√ß√£o Pol√≠tica e Assuntos Federativos do governo Fl√°vio Dino √© fortalecer o di√°logo com os munic√≠pios maranhenses,¬†implementando parcerias pela melhoria das condi√ß√Ķes sociais do estado.

Indicado para ocupar a pasta pelo governador eleito, o jornalista e militante social M√°rcio Jerry tem recebido diariamente prefeitos, vereadores, secret√°rios municipais, lideran√ßas politicas e comunit√°rias, e garantido¬†que, a partir de 1¬ļ de janeiro de 2015, as portas do Pal√°cio dos Le√Ķes estar√£o abertas a todos eles, sem a necessidade de intermedi√°rios.

Márcio Jerry é assistido pelo seu futuro adjunto, o dirigente partidário Fábio César Costa. Ao todo, mais de 1.000 representantes de 188 cidades foram recebidos pela equipe responsável pela transição política. A meta é cobrir todo o estado até a posse de Flávio.

Fl√°vio Dino visita Pal√°cio dos Le√Ķes

O governador eleito do Maranh√£o, Fl√°vio Dino (PCdoB), foi recebido¬†no fim da tarde deste domingo (14), no Pal√°cio dos Le√Ķes,¬†pelo governador interino Arnaldo Melo (PMDB).

Os dois conversaram sobre quest√Ķes administrativas. Na ocasi√£o, o comunista conheceu as depend√™ncias da sede do executivo estadual,¬†incluindo a √°rea residencial. Ele tamb√©m conversou com servidores do Pal√°cio dos Le√Ķes.

O governador eleito estava acompanhado da esposa, Daniela Lima; dos futuros secretários da Casa Civil, Marcelo Tavares; de Articulação Política, Márcio Jerry, e Joslene da Silva Rodrigues, que será Secretária Chefe de Gabinete do próximo governador.

Fonte: marrapa.com

Curtas

Padrão é o mesmo

Independente de qual munic√≠pio seja, o padr√£o de escolha de colaboradores de Fl√°vio Dino √© o mesmo, 0 perfil t√©cnico sempre prevalecer√°. Colinas n√£o ser√° diferente. √Č s√≥ aguardar!

Prestigio em alta

Ningu√©m no meio politico duvida do prestigio politico do colinense Marcio Jerry no futuro governo de Fl√°vio Dino. √Č ele quem comanda as articula√ß√Ķes e conversas para montagem do Governo de Fl√°vio Dino em todos os escal√Ķes. Colinas n√£o ser√° diferente.

Adeus a Dona Tereza

Todo meio politico de Colinas fez condolências ao Advogado Bento Lima, com a triste noticia do falecimento de Dona Tereza, sua mãe. A matriarca da família era um exemplo de mãe, avó e cativava a todos pelo seu jeito descontraído e amigo. Todos que a conheciam sentirão sua falta.

Torneio de Futsal

Foi um verdadeiro sucesso o Torneio de Futsal promovido pela Secretaria Municipal de Esportes. Com apoio do Advogado Lamarck, o evento contou com o apoio da popula√ß√£o que prestigiou todos os jogos. Ganhou destaque tamb√©m o Esportista Z√© Am√Ęncio como homenageado do evento, e o Secret√°rio Jo√£o Haroldo pela organiza√ß√£o.

Major Miguel Neto visita futuro Secret√°rio

O Major Miguel Neto visitou o futuro Secretário de Articulação Politica do Governo Flávio Dino, Márcio Jerry. Na pauta, o bom trabalho desenvolvido pela unidade da Policia em Colinas.

Major Miguel Neto visita futuro Secretário de Articulação Politica, acompanhado do Empresário Claudio Barroso

 

 

Imperatriz e São Luís muito tem a fazer pelo Maranhão, diz Márcio Jerry

Presidente do PCdoB destacou em seu discurso sua admiração pelo prefeito Madeira

Admiração e respeito foi o que sempre tive por Sebastião Madeira, por ser um político republicano que faz política para servir a comunidade em que vive, disse Marcio Jerry

Imperatriz – O presidente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e secret√°rio de Articula√ß√£o Pol√≠tica, a partir de janeiro, o jornalista M√°rcio Jerry Saraiva Barroso, foi convidado para participar da mesa diretora da C√Ęmara Municipal de S√£o Lu√≠s, que homenageou o prefeito Sebasti√£o Madeira, com o t√≠tulo de ‚ÄúCidad√£o Ludovicense‚ÄĚ ou Cidad√£o de S√£o Lu√≠s‚ÄĚ.

Márcio Jerry representou o governador eleito, Flávio Dino, o qual, em função de compromissos assumidos anteriormente não compareceu à solenidade, justificou a ausência de Dino, ressaltando que o futuro governador gostaria muito de comparecer a solenidade, em face a amizade e reconhecimento de Madeira em sua campanha vitoriosa.

O jornalista classificou o evento como um momento simb√≥lico, ‚Äúque seja uma ponte que ligue S√£o Luis a Imperatriz e toda regi√£o tocantina‚ÄĚ, disse M√°rcio Jerry, numa alus√£o √† extens√£o do futuro governo √†s demais regi√Ķes do estado. ‚ÄúTenho um enorme carinho por Imperatriz, cidade que tamb√©m me adotou como filho recentemente‚ÄĚ.

‚ÄúTenho plena convic√ß√£o que S√£o Luis e Imperatriz, sendo as duas mais importantes cidades, muito t√™m a fazer pelo Maranh√£o‚ÄĚ, afirmou M√°rcio Jerry, ressaltando que morou na Princesa do Tocantins. Ele lembrou que fez parte de um governo que era advers√°rio de Sebasti√£o Madeira, ‚Äúmas sempre tive respeito pelo homem e pol√≠tico Madeira‚ÄĚ.

De acordo com M√°rcio Jerry, quando ele morou em imperatriz esteve sempre como advers√°rio pol√≠tico de Sebasti√£o Madeira. ‚ÄúEntretanto, tinha-o como advers√°rio, mas isso nunca tirou a admira√ß√£o e o respeito que sempre tive por ele, por ser um pol√≠tico republicano que faz pol√≠tica para servir a comunidade em que vive‚ÄĚ, concluiu M√°rcio Jerry.

O prefeito Sebasti√£o Madeira ao se pronunciar devolveu a gentileza de M√°rcio Jerry, lembrando que este sempre o convidou a estar presente na campanha de Fl√°vio Dino. ‚ÄúDisse a ele que estaria ao lado de Luis Fernando, mas quis Deus que ele resistisse ent√£o aceitei o convite de M√°rcio para me integrar √† campanha vitoriosa de Fl√°vio Dino‚ÄĚ, concluiu Madeira. (Domingos Cezar/ASCOM)


Balsas acolhe 13¬™ Audi√™ncia P√ļblica para implanta√ß√£o do IFMA

Fonte: ifma.edu.br

O evento aconteceu na manhã desta quinta-feira, 04, no Centro de Formação Nossa Senhora de Guadalupe, onde cerca de 500 pessoas, entre elas, estudantes, representantes de sindicatos, empresários, comerciantes, donas de casa, igrejas e associação comercial tiveram a oportunidade de escolher os eixos tecnológicos e cursos, que serão ofertados no Campus Avançado, a ser instalado no município, em benefício de uma região, localizada no sul do estado e que se destaca pela agricultura mecanizada e por grande parte de produtos agrícolas importados.

AP Balsas 08Na oportunidade, o reitor Roberto Brand√£o fez uma retrospectiva do processo de expans√£o da Educa√ß√£o Profissional e Tecnol√≥gica no pa√≠s, iniciada h√° dez anos nos governos Lula e Dilma, no intuito de que o vetor da educa√ß√£o n√£o se concentrasse apenas nas capitais do Brasil. Segundo ele, em per√≠odos anteriores, somente 140 campi, distribu√≠dos em 19 cidades, detinham o poder de formar cidad√£os nestas √°reas, alcan√ßando apenas uma parcela da popula√ß√£o. ‚ÄúEste vetor foi invertido. Hoje temos 556 campi em n√≠vel de Brasil, alcan√ßando todos os estados da federa√ß√£o, em munic√≠pios acima de cem mil habitantes‚ÄĚ.

No Maranh√£o, lembrou Roberto, duas grandes cidades n√£o tinham a presen√ßa da educa√ß√£o profissional ‚Äď Chapadinha e Balsas ‚Äď mas hoje o Instituto come√ßa a ser implantado nestas localidades, o que n√£o ocorre de forma imediata. ‚ÄúFoi preciso demonstrar ao MEC que t√≠nhamos capacidade de ministrar cursos dos Programas Nacional de Acesso ao Ensino T√©cnico e Emprego (Pronatec) e Mulheres Mil. Em contrapartida, os munic√≠pios nos cedem espa√ßos f√≠sicos para in√≠cio das atividades‚ÄĚ, completou.

No momento aguarda-se a autoriza√ß√£o da presidenta Dilma para o funcionamento dos campi, n√£o s√≥ de Balsas, mas de outras cidades como Araioses e Ros√°rio. ‚Äú√Č o que precisamos para realizar o concurso p√ļblico para professores e t√©cnicos-administrativo, al√©m de seletivo para alunos‚ÄĚ, observou, sem deixar de parabenizar a sociedade de Balsas que participou do¬† processo de audi√™ncia p√ļblica e colocando o IFMA a disposi√ß√£o para todos os esclarecimentos.

AP Balsas 09‚ÄúN√≥s todos somos respons√°veis pela realiza√ß√£o desse grande projeto‚ÄĚ, defendeu o prefeito de Balsas, Lu√≠s Rocha Filho, reiterando a necessidade de qualificar a popula√ß√£o. ‚ÄúN√£o √© poss√≠vel termos tanta riquezas e as empresas irem buscar profissionais em outras cidades‚ÄĚ.

AP Balsas 07‚ÄúParabenizo Balsas por acolher institui√ß√Ķes de ensino superior que contribuir√£o para o desenvolvimento social da regi√£o‚ÄĚ, disse o diretor do Campus Graja√ļ, Francisco Alberto Filho, que estar√° √† frente do Instituto Estadual de Ci√™ncia e Tecnologia (IEMA) – a ser criado pelo Governo do Estado. O coordenador da Universidade Aberta do Brasil no IFMA, Samuel Barroso, falou sobre a possibilidade de transformar Balsas em um polo da UAB, trabalho que pode ocorrer em parceria com o munic√≠pio, al√©m das institui√ß√Ķes UFMA e UEMA. ‚ÄúEstamos felizes ao ver esfor√ßo pol√≠tico empenhado pelo prefeito Lu√≠s Rocha. Temos poucas parcerias com esse n√≠vel de comprometimento‚ÄĚ, verificou o prefeito do Campus Monte Castelo, Ebenezer Ara√ļjo.

‚ÄúMomento impar‚ÄĚ

AP Balsas 05Foi a frase utilizada pelo professor e vereador de Balsas, Ari Rog√©rio Silva, (primeiro da esquerda p/ direita) para denominar a audi√™ncia. Relembrou que pela primeira vez, na hist√≥ria da educa√ß√£o do munic√≠pio, a popula√ß√£o √© chamada a participar da escolha de cursos. ‚ÄúA educa√ß√£o √© o meio transformador social de um povo, precisamos qualificar nossos alunos que t√™m baixo desempenho no ensino m√©dio‚ÄĚ, pontuou.

AP Balsas 06‚Äú√Č a primeira audi√™ncia p√ļblica a reunir uma grande diversidade de segmentos da sociedade em Balsas‚ÄĚ, completou o professor Newton Pereira. Para os estudantes √© a oportunidade de frequentar, no futuro, uma faculdade p√ļblica de qualidade.

Fase Preparatória

AP Balsas 01AP Balsas 04Antes da aplica√ß√£o dos question√°rios para a escolha dos cursos que ser√£o oferecidos aos jovens e adultos do munic√≠pio, o diretor de Desenvolvimento Institucional do IFMA, Agenor Almeida Filho e a chefe do Departamento de Pol√≠ticas Especiais da Pr√≥-reitoria de Ensino do IFMA, Alice Cadete, estiveram previamente em Balsas para explicar toda a sistem√°tica da Audi√™ncia P√ļblica, al√©m de realizar um trabalho de divulga√ß√£o na imprensa local e nas escolas, especialmente onde h√° alunos do nono ano, com expectativas de chegar ao ensino m√©dio. Para isso, contaram com apoio de membros da Secretaria Municipal de Educa√ß√£o.

A P Balsas02‚ÄúA cidade vive um momento hist√≥rico, pois est√° sendo co-participativa dessa fase de implanta√ß√£o do IFMA, escolhendo cursos e respeitando as potencialidades do munic√≠pio‚ÄĚ, reconheceu Alice.

Agenor explica que, a princ√≠pio, ser√£o oferecidos os cursos na modalidade de Forma√ß√£o Inicial e Continuada (FIC) que comp√Ķe os programas do Governo Federal. Em seguida, ap√≥s concurso p√ļblico para professores e t√©cnicos-administrativo investido de fun√ß√£o, vir√£o os cursos t√©cnicos e de gradua√ß√£o. ‚ÄúVale ressaltar que o Campus Avan√ßado tem autonomia administrativa, financeira e pedag√≥gica‚ÄĚ, enfatizou.

AP Balsas 10De acordo com os resultados preliminares da audi√™ncia, divulgados pelos relatores em Balsas, houve op√ß√Ķes para os eixos tecnol√≥gicos de Infraestrutura, Recursos Naturais, Ambiente e Sa√ļde e Gest√£o e Neg√≥cios, com destaque para os cursos t√©cnicos em edifica√ß√Ķes, agroind√ļstria, alimentos, controle ambiental, administra√ß√£o, agricultura, aquicultura e agropecu√°ria.

AP Balsas 11A audi√™ncia teve ainda a participa√ß√£o do professor do Campus S√£o Raimundo das Mangabeiras, M√°rcio Manga, ali representando o diretor Carlos Ant√īnio Firmino, da diretora de Educa√ß√£o do Campus Graja√ļ, Simone Bandeira, da professora Luciana Cardoso, que representou a secret√°ria de Educa√ß√£o do munic√≠pio, Ana L√ļcia, da representante do Conselho Municipal de Educa√ß√£o, F√°tima Trancoso, do vereador Manoel Carvalho e demais assessores.

Arnaldo Melo x Humberto Coutinho

 

 Por Gilberto Leda

 arnaldoA semana que se inicia servirá para se testar quem tem mais força na Assembleia Legislativa: se o atual presidente da Casa, deputado estadual Arnaldo Melo (PMDB), ou se o virtual futuro presidente, deputado Humberto Coutinho (PDT).

Ocorre que no início da semana passada Melo reuniu lideranças para pedir empenho na apreciação e votação de projetos de interesse do Executivo, dentre eles a extinção de cargos e mudança de simbologia dos servidores à disposição de ex-governadores (releia).

humbertoDias depois, em reuni√£o na sua resid√™ncia, Coutinho pediu justamente o contr√°rio, como que o governador eleito, Fl√°vio Dino (PCdoB) ‚Ästreveja.

A questão é: quem os deputados atenderão?

A resposta será reveladora de muitas coisas daqui em diante…

M√°rcio Jerry recebe titulo de cidad√£o Imperatrizense

 

Por 

 

A C√Ęmara Municipal de Vereadores aprovou, na sess√£o desta ter√ßa-feira (18), os T√≠tulos de Cidad√£o Imperatrizense do professor Expedito Barroso e do jornalista M√°rcio Jerry. As indica√ß√Ķes s√£o do vereador Carlos Hermes (PCdoB) pelos servi√ßos relevantes destas personalidades prestados √† comunidade.
‚ÄúSinto-me orgulhoso pela contribui√ß√£o desses dois companheiros para com o crescimento desta cidade. Eu poderia citar v√°rios pontos, mas, destaco o excelente trabalho do Expedito √† frente da Universidade Estadual. J√° M√°rcio Jerry, ressalto a atua√ß√£o dele na Secretaria de Comunica√ß√£o de Imperatriz, Secretaria de Governo do ex-prefeito Jomar Fernandes, na chefia de gabinete da ex-deputada Teresinha Fernandes e secretaria estadual de Articula√ß√£o Pol√≠tica, no governo Fl√°vio Dino‚ÄĚ.
A entrega oficial das honrarias ocorrer√° no dia 27 de novembro em solenidade realizada no Pal√°cio do Com√©rcio e Ind√ļstria. Na oportunidade, ser√£o homenageadas 36 pessoas com o T√≠tulo de Cidad√£o Imperatrizense. Cada vereador pode indicar at√© duas personalidades para receber o t√≠tulo.
Curr√≠culos- Antonio Expedito Ferreira Barroso de Carvalho √© natural de Pedreiras no Maranh√£o. Ele √© Bi√≥logo ‚Äď Licenciado e Bacharel pela Universidade Federal do Maranh√£o, Mestre em Ci√™ncias Florestais. Atualmente, √© professor e diretor da Uema de Imperatriz. Expedito foi Secret√°rio Municipal de Infraestrutura e Transportes do Munic√≠pio de Imperatriz (2002-2004); Conselheiro do Conselho Estadual do Meio Ambiente (2007-2008); Secret√°rio Municipal de Meio Ambiente do Munic√≠pio de Imperatriz (2001-2003) e Coordenador da equipe que elaborou e implantou o Plano Diretor de Imperatriz, a lei de Ocupa√ß√£o, Parcelamento e Zoneamento do Solo Urbano de Imperatriz e o C√≥digo Ambiental Municipal de Imperatriz em 2004.
M√°rcio Jerry Saraiva Barroso √© natural de Colinas-MA. Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranh√£o, institui√ß√£o na qual tamb√©m lecionou no curso de Comunica√ß√£o Social. O jornalista assessorou Organiza√ß√Ķes N√£o Governamentais e Sindicatos na √°rea da comunica√ß√£o; foi coordenador nacional da Associa√ß√£o Brasileira de R√°dios Comunit√°rias; presidente da Associa√ß√£o Brasileira de R√°dios Comunit√°rias ‚Äď Maranh√£o; secret√°rio de Comunica√ß√£o de Imperatriz nos anos de 2001 e 2001; ocupou a Secretaria de Governo de Imperatriz em 2004; chefe de gabinete da deputada Terezinha Fernandes; assessorou na C√Ęmara Federal o ent√£o deputado Fl√°vio Dino; presidiu o PCdoB no munic√≠pio de S√£o Lu√≠s e presidente estadual do PCdoB/MA e membro do Comit√™ Central do partido.
Fonte: http://www.rairsilva.com.br/2014/11/carlos-hermes-homenageia-expedito.html

O perfeito (in)prefeito e a raz√£o da escravid√£o.

*(Texto de Jarbas Couto)

A decep√ß√£o √© um dos sentimentos mais constrangedores. Simplesmente, porque √© fruto da confian√ßa, do amor e da expectativa n√£o correspondidos. √Č ineg√°vel, h√° muitos colinenses decepcionados. J√° estou achando chato o encontro com conterr√Ęneos. L√° vem a pergunta jocosa: ‚Äú…e o prefeito?‚ÄĚ. A paci√™ncia do povo tem limite. Depois de todo esse tempo, vive-se uma ressaca de expectativas. Ressaca de n√£o mandato. Como se a confian√ßa num candidato tido por todos como honrado, competente, voluntarioso, cuja candidatura representou os mais altos interesses p√ļblicos do munic√≠pio, fosse massacrada pela atitude comezinha, trivial, descomprometida.
Em que pese minha admira√ß√£o e amizade pela pessoa que ora ocupa o cargo, n√£o se pode fugir ao enigma colinense de hoje, que consiste no seguinte: como se faz de um promissor candidato um perfeito (in)prefeito? A desculpa de que tratar a vi√ļva como sua √© um v√≠cio tradicional n√£o serve como resposta. Os grandes homens inventam comportamentos menos viciosos, em vez de usar a tradi√ß√£o para justificar os maus h√°bitos. A receita caseira que os cozinheiros da vi√ļva conhecem, e vivem a propag√°-las por a√≠, talvez explique melhor a metamorfose. Eis como a descrevem os fi√©is cozinheiros:
1) Uma colher de sopa de patrimonialismo despudorado (incapacidade de estabelecer limites entre p√ļblico e o privado). Assim, distribuem-se cargos e contratos p√ļblicos entre parentes transformando-os em fontes de enriquecimento da fam√≠lia.
2) Uma por√ß√£o de empregos e favores para aqueles que haviam tido sempre uma postura cr√≠tica em rela√ß√£o a iguais desmandos praticados por antecessores. Logo, calam-se as vozes cr√≠ticas da cidade e excluem-se os debates p√ļblicos.
3) Uma pitada de repulsa quanto a quaisquer demonstra√ß√Ķes e ofertas de contribui√ß√£o competente. A pr√≥pria compet√™ncia passa a ser vista como amea√ßa √† incompet√™ncia de parentes e amigos presenteados com o chap√©u do povo.
4) Um caminh√£o de insensibilidade com a situa√ß√£o de um dos munic√≠pios mais pobres do pa√≠s. De forma a se colocar interesses pessoais e familiares acima das nobres tarefas p√ļblicas que o cargo encerra.
5) Copos bem cheios de insensatez para conduzir os parcos recursos p√ļblicos municipais aos bolsos do luxo, da riqueza e do poder. Enfim, daqueles que, quando n√£o os tem de sobra, tem as melhores chances de cuidar de suas vidas sem precisar se beneficiar de recursos p√ļblicos de um dos munic√≠pios mais carentes do interior do Maranh√£o.
A perfeita abdica√ß√£o do cargo √© uma op√ß√£o de quem o tem. E n√£o seria um problema meu, se n√£o representasse mal pior para meus irm√£os de mesma terra. Se n√£o tirasse o p√£o da boca de meninos colinenses miser√°veis e drogados. Se n√£o fabricasse a m√£o de obra escrava que o munic√≠pio exporta. Se n√£o subtra√≠sse a possibilidade de sal√°rios dignos a professores e servidores municipais concursados. Se n√£o eliminasse a chance de estudantes frequentarem boas escolas e universidades no munic√≠pio. Se essa lama toda n√£o polu√≠sse mais ainda o rio, nem mantivesse a desorganiza√ß√£o mort√≠fera do tr√Ęnsito. Um colinense zeloso n√£o pode, simplesmente, cobrir tudo isso com uma camada de desfa√ßatez a engordar seus prazeres compartilhando fatias do bolo da indiferen√ßa.

*Jarbas Couto é Professor da Universidade Federal do Maranhão; Possui Graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Maranhão (1993), Especialização em Psicolinguística pelo Departamento de Psicologia da UFMA (1995), Mestrado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas РUNICAMP (1998) e Doutorado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas РUNICAMP (2005).

 

Curtas

Recuo de Arnaldo ?

O Deputado Arnaldo Melo confidenciou a aliados que desconhece detalhes da proposta de compra de hospital de sua propriedade. Disse que iniciativa é exclusivamente da Prefeitura de Colinas. Isso ainda vai render.

Erro prim√°rio

A atual gest√£o da C√Ęmara de Vereadores de Colinas tem feito um trabalho reconhecido pela sociedade. V√°rias a√ß√Ķes foram feitas, como o Parlamento jovem e a capacita√ß√£o atrav√©s de cursos de inform√°tica. A rela√ß√£o com o Executivo sempre foi de respeito e sintonia, mas nas √ļltimas semanas uma s√©rie de atrapalhadas politicas est√£o afastando o Legislativo do poder central colinense. E os erros partem da condu√ß√£o da politica no executivo municipal. Aqueles que orientam ou desorientam o Prefeito, acabam cometendo erros prim√°rios. Um deles √© o de incentivar a m√≠dia governista a atacar os vereadores. A sess√£o da C√Ęmara de Vereadores de hoje(24) ir√° revelar mais um epis√≥dio desses.

Vereador Valterly se¬†re√ļne¬†com futuro Secret√°rio

O Vereador Valterly teve uma reuni√£o proveitosa com o futuro Secret√°rio da Articula√ß√£o Politica do Governo Fl√°vio Dino, Marcio Jerry. Depois do encontro o Vereador ficou entusiasmado: ” a desenvoltura do Marcio Jerry e a confian√ßa que o Governador Fl√°vio t√™m com ele trar√° bons frutos para Colinas”, disse o parlamentar.

Cleudson Campos no CREA

Os colinenses e em especial a sua gera√ß√£o em Colinas est√° feliz com a elei√ß√£o do conterr√Ęneo Cleudson Campos para o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura.

7 visitantes online agora
5 visitantes, 2 bots, 0 membros
Máx. de visitantes hoje: 27 às 03:11 pm UTC
Este mês: 73 às 12-01-2014 03:39 am UTC
Este ano: 73 às 12-01-2014 03:39 am UTC
No total: 73 às 12-01-2014 03:39 am UTC
Visit Us On TwitterVisit Us On Facebook